Para pensar: O que faz seu coração pulsar? | Blog da Omicron

3 de julho de 2017

Vamos falar algumas verdades?

Eu sinto que muitos querem resultado, mas com pouco trabalho quando: estudantes querem aprender sem estudar; quando estagiários querem passar o tempo; quando contratados querem seu próprio negócio sem se dedicar ou aprender com uma empresa funciona; quando donos de seus negócios são alheios às demandas dos clientes e, quando sozinhos ou em família reclamam do mundo capitalista cruel, do comunismo e que o preço do pão aumentou.

Viram "democratizadores de sua própria miséria" a culpar os responsáveis pelas mazelas que enfrentam.

Por vezes é o governo, por vezes Deus, o Diabo, a vizinha, a esposa, a amante, a doença, o cão, o filho... Um amálgama de transtornos que o elegeram, entre todos, como casa.

Assim, como um Messias ao contrário, um não escolhido, esta pessoa se entrega as mais variadas desculpas para se empobrecer: Deus não quis, o Diabo agiu, a empresa é longe, o ônibus atrasa, meu pé dói, o professor faltou, minha família não teve condições.

Elege-se o mais "fodido" sujeito na face da Terra. E o que ganha com isso?

Ganha em não pensar e não enfrentar os reais problemas, aqueles que se solucionados mudariam sua trajetória. Culpa o trabalho pelo que não tem mas não percebe que somente o trabalho e o estudo lhe propiciarão um SER capaz de TER. Pois a mudança é de mentalidade e nada pior do que ter a cabeça de um explorado para ser explorado, ter a mentalidade de um distrito municipal para ter uma metrópole, ter crenças absolutas que o colocam em um segmento social de forma absoluta.

A verdade é que não há mérito nenhum em ser pobre, beleza nenhuma na miséria, destino nenhum no preconceito. Há de se lutar contra a discriminação de qualquer espécie. Mas não se pode venerar a pobreza como um sacramento de lealdade ou colocá-la como condição ao "reino dos céus".

Pois se há um Deus, e acredito que exista, ele quer que cada qual seja capaz de gerenciar seus avanços pessoais e colher os frutos de acordo com a caminhada feita. Assim, pelo estudo e pelo trabalho, o destino do ser humano é sempre ser grande: ser apto a ter e a conquistar o melhor dentro de seus sonhos e realidade.

Particularidades, realidades e dificuldades existem e, infelizmente, sempre existirão, mas não desista do que faz seu coração pulsar. 

Saudações fotográficas, 
Osvaldo Santos Lima 
Professor Diretor da Omicron Escola de Fotografia 

#OrgulhoDeSerOmicron 

POSTS RELACIONADOS