É possível ver a realidade como ela é?
O que nos resta é a percepção individual de como a vemos?
Se pensarmos que a câmera não faz diferença, que você precisa VER, que “o horizonte está nos olhos e não na realidade”, que nós fotógrafos podemos usar a imaginação como arma contra esse mundo “real” e maluco, e que essa arte tem como finalidade não a reprodução da vida, mas uma sugestão para “que cada um veja por si mesmo” pode-se então concordar com o autor de “Irrealidades de la realidad“, o qual afirma que: “neste mundo chato, só nos resta buscar a nossa própria realidade.”
Projeto de Legan Rooster.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Post by Lorena Lenara

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
  • Google Plus